Veja 5 maneiras de diminuir a devolução de produto no e-commerce

A devolução de produto no e-commerce é um processo muito temido pelos empreendedores e pode ser fator determinante para a satisfação do cliente na sua experiência de consumo.

Como nesse tipo de negócio o cliente não tem a possibilidade de experimentação, é um procedimento natural que acontece com frequência. O e-commerce precisa se preparar para proporcionar uma logística reversa de qualidade.

Isso, porque, o contato com o cliente é aumentado durante o processo, e se o setor de atendimento demonstrar empatia pelo problema, se disponibilizar a saná-lo da forma mais rápida e eficiente possível, essa pode ser uma grande oportunidade de reverter a situação de insatisfação pela de fidelização.

Apesar disso, muitas empresas não estão preparadas para proporcionar uma experiência de qualidade, por isso, neste artigo, vamos mostrar como o e-commerce pode criar condições para a devolução de produtos e o que fazer para reduzir essa incidência. Confira!

1. Descreva corretamente seus produtos

Essa é uma questão muito mais preventiva do que corretiva, já que, se todas as características dos produtos da loja virtual estiverem bem explícitas, o cliente estará menos propenso a adquirir algum item diferente de sua expectativa.

2. Seja transparente

Informe com clareza ao seu cliente a política de devolução da sua loja. Com todas as questões claras, surgirão menos dúvidas, e a insatisfação pode ser reduzida. Isso, pois, se o cliente precisar devolver algum produto, ele não encontrará empecilho, logo, não criará uma expectativa negativa, que pode caracterizar um descontentamento posterior.

3. Transmita segurança

Compartilhe, na mesma página que informa a política de devoluções, as experiências de troca de outros consumidores, para que os demais se sintam seguros com esse feedback.

Quanto mais seguro o cliente estiver, menores serão as chances da devolução, e as opiniões de outros consumidores podem ser de grande valia nessa situação. Não hesite em fazer essa pesquisa de opinião sempre que a situação ocorrer, assim como não apague opiniões negativas.

É importante responder a esses questionamentos com firmeza e demonstrar assim, que a empresa se preocupa com o cliente até mesmo quando ele não se sentiu plenamente atendido.

4. Faça o monitoramento

Existem ferramentas que permitem o acompanhamento de todo o processo, desde a compra até a entrega, da devolução à troca. A automatização é uma forma de agilizar essas etapas, por isso, não se prive de conhecer o que a tecnologia pode proporcionar para o seu negócio.

5. Evite atrasos na entrega

Quando o cliente decide entre tantas opções no mercado, ele quer receber o produto exatamente naquele momento. Muitos resolvem até mesmo por impulso, o que pode justificar essa pressa.

O maior problema para a devolução de produtos são os atrasos na etapa de distribuição. Isso causa muita insatisfação dos clientes, que acabam preferindo um e-commerce com entregas mais rápidas.

Para evitar esse inconveniente, conheça bem os prazos da transportadora escolhida para a entrega, informe corretamente esse dado durante o processo de venda e mantenha contato com o cliente durante todo o período em que ele estiver na espera pelo seu produto. Isso reduz o descontentamento e, consequentemente, o processo de devolução.

O investimento no setor logístico é imprescindível para evitar a devolução de produtos no e-commerce. Conheça bem cada fase desse processo para evitar que esse fato prejudique a credibilidade da sua marca.

Agora que você sabe como evitar a devolução de produto no seu e-commerce, que tal aprender como lidar com o redespacho?

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *