Como calcular o frete dos meus produtos

Como calcular o frete online no seu e-commerce?

 

Essa é uma pergunta recorrente entre lojistas na área do e-commerce: como calcular o frete dos meus produtos? Afinal, ele é essencial para garantir uma venda tranquila tanto para o vendedor quanto para o cliente.

Para responder a essa dúvida, elaboramos um artigo simples, direto e completo. Confira!

De que forma calcular o frete dos meus produtos?

Muitas pessoas imaginam que o sistema para cálculo do frete dos Correios usa apenas o peso do volume enviado. Mas não é bem assim. Há cinco anos, o sistema foi modificado e, hoje em dia, esse valor é calculado pelo seu peso cúbico.

O peso cúbico, em quilogramas, é o resultado da conta C x L x A / 6.000, onde:

  • C é o comprimento em centímetros;
  • L é a largura em centímetros;
  • A é a altura em centímetros;
  • 6.000 é coeficiente da relação peso/volume mais justa relacionada ao espaço nas aeronaves (segundo recomendado pela entidade internacional das empresas aéreas).

Se o peso cúbico da encomenda for menor ou igual a 5 kg (vigência 06/03/2018), fica valendo o peso real/físico do objeto. Se ele for maior do que 30 kg, será cobrado um adicional pelos Correios.

Mas o lojista não precisa saber fazer essa conta, muito embora seja importante entender como surgiu o cálculo que determina o valor do frete.

Como funciona a ferramenta dos Correios?

No próprio site dos Correios você tem acesso a uma calculadora, tanto para encomendas nacionais quando para internacionais.

Essa área fica localizada na coluna à direita abaixo do menu principal, o terceiro item após “Busca CEP ou Endereço” e “Rastreamento de objetos”. Em “Preços e prazos”, você tem acesso a um submenu, onde os dois primeiros itens são as calculadoras para envios nacionais e internacionais.

Nessa área, você vai indicar a data da postagem (para obter o prazo), o CEP de origem (de onde o produto sai) e de destino (para onde ele vai). Depois, você escolhe o serviço (PAC ou Sedex).

Dependendo do formato selecionado, será necessário complementar as informações de formato e peso. Além disso, você pode comparar essa simulação com os outros serviços disponíveis, clicando na opção logo abaixo da caixa de seleção “Tipo do serviço”.

É importante lembrar que essa informação pode sofrer pequenas variações, não representando o valor exato da postagem.

Como calcular frete com transportadora?

Já o frete com transportadora é calculado considerando especificidades do serviço, que variam conforme destino da entrega, faixa de quilometragem, despesas fixas e variáveis, tipo de veículo, entre outras.

O serviço de transporte pode ser cobrado pelo frete peso ou pelo frete valor:

  • frete peso: a forma de cobrança é feita pelo peso das mercadorias. O valor a ser pago depende daquela que resultar em maior valor, entre cubagem e peso bruto da carga. Para quem não conhece, o peso cubado está relacionado ao volume da carga e a capacidade do veículo. Uma carga de algodão, por exemplo, ocupa muito espaço, mas não pesa nada para ser transportada;
  • frete valor: utilizado quando a carga é valiosa e determinado acrescentando, ao valor da nota fiscal, a porcentagem do seguro Ad Valorem (medida obrigatória que protege a integridade da carga) e o GRIS (Taxa de Gerenciamento de Risco e Segurança).

Quais fatores influenciam o preço do frete?

Distância

Quanto mais distante for o local de entrega, mais caro será o transporte, devido ao preço do combustível, tarifas de pedágio e taxas que podem aumentar para entregas em locais específicos, de alta periculosidade, como o GRIS e a Taxa de Dificuldade na Entrega (TDE).

Características

As características da carga também entram nesse cálculo, pois influenciam na rapidez da entrega, no tipo de veículo, na embalagem e nos cuidados que devem ser dispensados durante a entrega, como as cargas vivas, produtos perecíveis ou remédios, por exemplo.

Impostos e taxas

Além dos impostos cobrados pela circulação de mercadorias, como o ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações de Serviços de Transporte Interestadual e Intermunicipal e de Comunicação), são incididas sobre o frete:

  • taxa de despacho;
  • Taxa de Restrição do Trânsito (TRT);
  • taxa de entrega;
  • taxas municipais, estaduais, entre outras.

Gastos da empresa transportadora

As despesas organizacionais dividem-se entre fixas e variáveis. As fixas são de maior periodicidade, como os salários dos motoristas contratados, o parcelamento feito na compra de veículos e os gastos relacionados aos caminhões (depreciação, seguro obrigatório, DPVAT, IPVA e emplacamento).

Já as variáveis, abrangem os custos com cada viagem, como o valor pago em combustível, lubrificantes, peças e serviços relativos à manutenção dos veículos e de pneus, assim como gastos na viagem com hospedagem e alimentação dos motoristas e as tarifas de pedágios.

Como reduzir o custo de frete com transportadora?

O valor do frete influencia muito a competitividade da empresa, principalmente e-commerces que precisam se adequar ao serviço disponível sem prejudicar o relacionamento com seus consumidores.

Para garantir um custo de frete sempre em conta, organize seus dados financeiros para delimitar um valor mínimo possível de cobrança incidida em cada venda, além de estudar o que isso representa para a liquidez do seu negócio (valor do frete/faturamento com a venda = % de representação do frete).

Considere, ainda, a possibilidade de fazer parcerias com outras empresas que realizam a mesma rota e podem ratear o valor do frete ou garantir uma taxa de ocupação do veículo que possibilite descontos ou reduza os custos com transporte.

Os agendamentos podem garantir o atendimento de todas as rotas, reduzir o custo do frete e otimizar a produtividade na distribuição. Mas caso não possam ser realizados, altere o prazo das entregas (cuidado para não prejudicar o relacionamento com o cliente) para aumentar o volume da carga naquela rota específica.

Se, ao calcular o frete dos meus produtos e informar ao cliente, eu perder envio do pedido e o valor for ajustado?

O melhor, nesse caso, pode ser arcar com essa diferença. Jamais realize o rateio entre as próximas entregas (caso seja o cliente quem paga o serviço), principalmente porque existem ferramentas online de comparação de preço que não distinguem esse valor e podem reduzir a competitividade do seu produto na web.

Além disso, evite enviar a correção não esperada do frete para o seu cliente, pois ele pode se sentir lesado, não retomar o consumo da sua marca ou dos seus produtos e divulgar negativamente a experiência entre outros consumidores.

Calcule antecipadamente o peso cubado para evitar surpresas, com todas as variáveis: altura, peso e volume. Estude a viabilidade de outras formas de despacho (como mototaxistas para localidades próximas), ou métodos mistos, entregas até certo ponto e retirada em locais estratégicos.

Uma dica importante: se o produto tiver o frete com transportadora muito alto, pode valer a pena uma ida a uma agência dos Correios para fazer a cotação e obter uma informação mais exata sobre o peso cúbico do pacote.

Agora, quando perguntarem como calcular o frete dos meus produtos, a resposta ficou muito mais fácil! Se você gostou deste artigo, não deixe de assinar nossa newsletter. Lá, sempre enviaremos novidades e informações preciosas para ajudar o seu e-commerce a crescer!

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Um comentário em “Como calcular o frete online no seu e-commerce?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *