Como calcular o frete online no seu e-commerce?

calcular o frete

O frete sempre foi um assunto polêmico no universo das vendas online. Afinal, muitas vezes ele é o principal responsável por muitos carrinhos serem abandonados em qualquer e-commerce, pois um dos principais motivos para que o consumidor desista da compra é se deparar com um valor muito alto. Portanto, calcular o frete corretamente no e-commerce é indispensável.

Porém, antes mesmo de falar sobre os seus valores, o frete poderá atrapalhar a finalização da compra em etapas anteriores, para os casos em que o seu cálculo não é apresentado de forma rápida, fácil e transparente para o cliente.

O que não pode ser deixado de lado é que ele também faz parte da experiência de compra de uma loja virtual, por isso, é de extrema importância que seja calculado de forma rápida a cada pedido de compra. Por isso, vamos apresentar a seguir algumas maneiras de calcular o frete online para a sua loja virtual. Confira!

 

Como calcular o frete no seu e-commerce?

Para que isso seja possível, é preciso contratar algum serviço logístico que tenha a possibilidade de atuação no mercado virtual. Ou seja, é preciso que esse serviço consiga fornecer o valor do frete baseado nas propriedades da embalagem a ser entregue a partir de sua origem até o seu destino.

Sendo assim, é fundamental que os custos da entrega sejam apresentados desde o início do processo de compra, pois caso seja apresentado posteriormente, pode gerar insatisfação por parte do cliente. O próximo passo é verificar a viabilidade de integração desse serviço com a sua loja virtual.

Quais são os serviços de frete disponíveis?

Atualmente, há duas opções que podem ser integradas a qualquer e-commerce:

Correios

É possível calcular o frete online por meio do próprio sistema dos Correios com as seguintes opções:

  1. por meio de um webservice, que fornece um retorno do valor do frete em tempo real através de sua API para que o site apresente o valor ao cliente;
  2. por meio de uma consulta que retorna um arquivo no formato XML para que a loja possa tratar os dados contidos nesse arquivo;
  3. por meio do redirecionamento da consulta do frete para a própria página dos Correios;
  4. por meio de sistemas de integração logística, os quais realizam integrações entre lojas virtuais e qualquer transportadora, inclusive os Correios, de maneira simples e intuitiva.

Caso o e-commerce venha a trabalhar com essa opção, sugere-se dar prioridade para a opção da integração logística por meio da tecnologia, pois ela será mais ágil e contribuirá com uma melhor experiência do consumidor no site. Lembrando que os correios calculam o valor do frete baseado no peso cúbico do objeto, ou seja, ele multiplica os valores da altura, largura e comprimento do objeto.

Transportadoras

A opção de uma transportadora pode ser muito vantajosa, pois com ela não há limite de tamanho de objeto a ser entregue. Além disso, dependendo do tipo de parceria firmada, é possível que o valor do frete saia cada vez mais barato para o cliente e também que seja entregue de maneira mais ágil.

Outro ponto positivo é que, com as transportadoras, você estará praticamente livre de qualquer possibilidade de atraso na entrega dos pedidos por motivo de eventuais greves. Como cada transportadora possui a sua maneira de calcular o valor do frete, é recomendado consultá-la antes de fechar qualquer negócio. Uma das maneiras de fazer isso de forma ágil e prática, é utilizando sistemas como a Frenet!

Para utilizar essa opção, será preciso investir no uso de um software que faça a integração entre a loja virtual à transportadora para calcular o frete online dos pedidos.

Quais são os fatores levados em consideração para o cálculo?

Cada pedido possui suas necessidades, que devem ser consideradas para que o cálculo seja adequado. Afinal, o pedido de um alimento perecível, por exemplo, terá características diferentes da entrega de uma cama. Nesse sentido, além da própria distância entre o ponto de saída e de destino, outros elementos que pesam na hora do cálculo são:

Volume da encomenda

Quanto maior é um item, mais espaço ele ocupará no veículo de transporte, limitando o número de entregas que podem ser feitas com uma mesma viagem. Além disso, produtos de maior volume exigem um equipamento maior e aumentam o gasto de combustível, por exemplo.

O resultado de todo este cálculo dos custos é repassado para o valor do frete e, por isso, é tão comum que haja um valor base que aumenta com o volume das entregas. Com isso, para calcular o frete no e-commerce é preciso considerar, caso a caso, qual é o volume do pedido, de modo que haja uma variação proporcional.

Prazo de entrega

Outra questão que deve ser considerada é o prazo de entrega. Uma urgência maior faz com que o frete cobrado também seja elevado — e vice-versa. É por isso que produtos perecíveis ou que têm um tempo de vida muito curto podem gerar valores maiores de frete.

Não havendo espaço para erros na logística, é necessário usar meios de transporte com custos mais altos e mobilizar uma equipe maior. Portanto, a urgência de cada pedido ou mesmo as necessidades diante do prazo de validade devem ser consideradas para que o frete seja dimensionado corretamente.

Serviço de entrega

Como visto, há mais de um serviço de entrega para calcular o frete. Além dos Correios, é possível recorrer a transportadoras focadas em atender os negócios virtuais e suas exigências. No geral, os Correios têm um valor tabelado e sai mais caro na maioria das situações. Já as transportadoras podem se adaptar com maior facilidade ao seu negócio, oferecendo condições e valores diferenciados.

Porém, tudo depende do volume de pedidos. No caso de fazer poucas entregas, os Correios ainda tendem a ser mais vantajosos. Essa avaliação e a escolha do serviço adequado, portanto, influenciam diretamente no valor a ser cobrado.

Qual o principal desafio em calcular o frete no e-commerce?

Não se trata de uma questão tecnológica ou operacional para o cálculo. Considerando os fatores, apresentar o valor a ser pago pelo frete é relativamente simples — especialmente com a ajuda de sistemas de gestão integrada.

O maior desafio nesse sentido é conceitual. Isso porque se o frete não for pago pelo cliente, sairá do bolso e da lucratividade do empreendimento. Com isso, a rentabilidade do negócio pode sair prejudicada se ele for muito pequeno.

Ao mesmo tempo, 9 em cada 10 clientes deixam de comprar online por causa do valor de entrega. Com isso, se você cobra um preço muito elevado, poderá desperdiçar 90% do seu potencial de vendas — o qual, certamente, será aproveitado por um concorrente.

Por isso, é indispensável chegar a um valor equilibrado, que mantenha o lucro e a fidelização. Por falar nisso, reter consumidores com ofertas especiais de frete também é uma ótima estratégia. Para tanto, vale a pena oferecer descontos no valor de entrega para compradores recorrentes ou que chegaram agora, assim como em datas comemorativas em que a ideia é aumentar o volume de vendas de forma substancial.

Além de tudo, o frete grátis é uma possibilidade que pode ser oferecida tanto sazonalmente quanto para condições específicas, como cidades e regiões próximas ou compras acima de determinado valor. Assim, é possível melhorar diferentes indicadores, como taxa de recorrência, ticket médio, satisfação dos consumidores e assim por diante.

Ao calcular o frete no e-commerce corretamente, o lucro da empresa sai ganhando e os clientes também, já que ficam mais satisfeitos. Por isso, é fundamental considerar todas as possibilidades e fatores relevantes.

Já que esse processo é tão importante, que tal conhecer o Frenet para integrar o seu e-commerce com uma transportadora? Entre em contato e veja como podemos ajudar!

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Um comentário em “Como calcular o frete online no seu e-commerce?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *