E-commerce brasileiro tem alta no primeiro trimestre do ano
Frenet Aumente suas vendas oferecendo fretes mais baratos
E-commerce cresce 12,59% no primeiro trimestre de 2022

E-commerce cresce 12,59% no primeiro trimestre de 2022

E-commerce brasileiro tem alta no primeiro trimestre do ano, reafirmando a perspectiva de crescimento em 2022.

O e-commerce nacional vem se expandindo nos últimos anos, sobretudo na pandemia. Dados do índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust com o Movimento Compre & Confie, em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara Brasileira da Economia Digital, divulgou um relatório com a porcentagem de crescimento e faturamento nas vendas online nos primeiros meses deste ano. Os dados são positivos e levam em comparação o primeiro trimestre de 2021 e 2022.

Alta nas vendas e no faturamento

Mesmo com o varejo físico 100% reaberto, o comércio eletrônico apresentou um aumento significativo nos três primeiros meses deste ano, com alta de 12,59%, comparado ao mesmo período do ano passado. Além disso, o faturamento também se fortaleceu e teve crescimento de 11,02%.

Sendo assim, esse número reforça a perspectiva da ABComm de crescimento de 12% para o e-commerce brasileiro em 2022. Além disso, o responsável pela Divisão de Varejo Online da camara-e.net, Gastão Mattos, aponta que essa porcentagem de crescimento é muito significativa, uma vez que o volume de vendas em 2021 foi expressivo e com recorde.

Faturamento regional 

No faturamento regional, a região que teve a maior porcentagem de evolução nos três foi o nordeste, com 16,75%. As demais regiões obtiveram a seguinte porcentagem: Sul (15,18%), Norte (12,27%), Centro-Oeste (12,01%) e Sudeste (8,20%).

Segmentos em destaque e participação no comércio varejista

Os dados da MCC-ENET também apontaram os segmentos com maior destaque nas vendas de fevereiro de 2022, sendo: equipamentos e materiais, informática e comunicação com 42,5% das vendas, móveis e eletrodomésticos com 28,7% e tecidos, vestuários e calçados com 10,5%.

Além disso, de janeiro a março deste ano, 17,5% dos brasileiros realizaram pelo menos uma compra em lojas virtuais.

Ainda, segundo Pesquisa Mensal do Comércio do IBGE, divulgada no dia 13 de abril, o e-commerce brasileiro em fevereiro deste ano correspondeu a 11,6% do comércio varejista, excluindo os setores de automóveis, peças e materiais de construção.

Projeção para os próximos anos 

O relatório The Global Payments Report 2022, da Worldpay from FIS revelou que o e-commerce latino-americano terá uma média de crescimento de 19% até 2025.

Sendo assim, devido às diversas formas de pagamento, o e-commerce argentino terá uma taxa composta de crescimento anual de 26% nesse período. Já o do Brasil e do México, que são os dois maiores mercados da região, devem atingir 18% e 17% respectivamente.

Frenet: Aumente suas vendas oferecendo fretes mais baratos

Nilo Peçanha, 507 Salas 07 e 08
Centro, Birigui – SP
16200-065

© 2022 Frenet – CNPJ 05.009.138/0001-75