Greve dos Correios: como preparar sua loja virtual?

Qualquer empresa precisa estar preparada para algumas contingências que acontecem durante o ano. Com a greve dos correios não poderia ser diferente. Assim como em outras categorias profissionais, a greve costuma acontecer nos períodos de dissídio salarial. Portanto, para quem trabalha com e-commerce e depende desse serviço para fazer suas entregas, é bom se planejar para o mês de setembro.

Tendo isso em mente, é possível considerar algumas alternativas para evitar dores de cabeça ou mesmo a perda de clientes durante esses períodos. Confira algumas delas no post de hoje!

Greve dos correios carteiro de braços cruzados

Negocie prazos

A transparência é a melhor política de todas. É preferível que você prometa uma entrega em 7 dias e a cumpra em 6 do que o contrário. Até existe um ditado popular sobre o assunto: “o que é combinado não sai caro”. Pois bem, o cliente gosta de se sentir respeitado. Então, durante a greve seria interessante aumentar o prazo de entrega dos seus produtos. Ofereça alternativas também, pois quem tem urgência pode optar por pagar um frete mais caro. Nesses casos, você pode contar com outros serviços, além dos Correios, para que a mercadoria chegue no prazo que o cliente precisa.

Reduza o valor do frete

Se o aumento do prazo de entrega trouxer transtornos e causar diminuição das vendas, negocie o valor. Muitas das compras feitas pela internet são interrompidas justamente na hora que o cliente se depara com o valor do frete. Às vezes é preferível reduzir a sua margem de lucro a perder clientes durante esse período.

Uma coisa é certa: fazer uma pequena reserva desde o começo do ano evita que uma grande quantia tenha que ser desembolsada de única vez. Se já é sabido que haverá uma greve em setembro e que talvez seja necessário negociar uma redução de custos com o cliente, o melhor é antecipar e já fazer uma reserva para os momentos de maior dificuldade.

Busque alternativas

Como já dissemos, existem outros serviços de entrega com que você pode contar. Eles podem apresentar custos maiores, mas é possível deixar o cliente decidir o que ele prefere. Ofereça o serviço, deixe opções. É possível colocar um aviso no site dizendo que as entregas estão temporariamente com um prazo de entrega maior devido à greve. Quem tiver pressa poderá optar por uma entrega um pouco mais cara e quem puder esperar um pouco mais poderá optar pelo serviço mais barato. Assim, a imagem da sua empresa não será comprometida, visto que o comprador estará ciente de que a demora é por conta de uma situação temporária.

É possível manter o seu e-commerce ativo durante a greve dos correios sem comprometer a sua imagem. Seja transparente, pois essa é a melhor maneira de ganhar a compreensão e cooperação dos clientes. Aprenda a negociar prazo e valores, faça uma provisão financeira para os meses em que se esperam algumas dificuldades, ofereça diversidade e deixe que o cliente escolha o que é melhor para atender às suas necessidades. São medidas simples e práticas, mas que facilitam o comércio da sua empresa e pode evitar prejuízos. Coloque-as em prática e confira também nosso artigo sobre como solucionar problemas causados pelo frete, para lidar ainda melhor com a situação!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *