experiência do usuário

Experiência do usuário: a importância da UX no e-commerce

Pelo menos 43% dos usuários de internet brasileiros fizeram compras on-line recentemente. Isso é o que mostra o relatório Estilos de Vida dos Brasileiros, idealizado e divulgado pela Mintel. Já uma pesquisa divulgada pela Webshoopes mostra que, em 2014, mais de 61 milhões de brasileiros já haviam comprado pela internet pelo menos uma vez. O resultado pode ser visto diretamente nos lucros: faturamento de mais de R$ 35 bilhões no período e aumento de 24% em relação a 2013.

Isso mostra um desenvolvimento do e-commerce, que se torna uma oportunidade cada vez mais promissora. Para que uma empresa obtenha sucesso no comércio on-line, entretanto, é preciso investir na experiência do usuário (UX). Isso não apenas diminuirá a taxa de abandono e de itens deixados no carrinho como também aumentará a fidelização dos clientes e garantirá mais indicações para outros clientes em potencial. Se você deseja melhorar os resultados com e-commerce, conheça as melhores práticas para fornecer uma excelente experiência ao usuário.

Layout

Uma das características mais importantes em qualquer site, especialmente em um e-commerce, é o layout, responsável por passar confiança ao usuário e por garantir que ele continue interessado e considerando a compra. Para garantir esses resultados, é importante que o layout seja:

Acessível

Um layout que possua acesso facilitado, como aqueles divididos por categorias de produtos ou marcas, tem muito mais chances de capturar o usuário e converter em vendas. É necessário que o layout permita que o usuário encontre facilmente o que deseja e possa acessar outras opções ou opções similares. Além disso, um layout mais leve também evita que o consumidor tenha que esperar muito pelo carregamento da página. Isso melhora a experiência do usuário, pois ele sente que a compra é segura, simples e eficiente.

Autoexplicativo

Ser intuitivo também é fundamental para um layout, e essa característica está diretamente relacionada à facilidade de acesso. O usuário precisa saber, sem mais complicações, como escolher e selecionar seus produtos e finalizar a compra. Quanto mais simples for esse processo, mais rapidamente a venda tem chance de acontecer. Isso faz com que o usuário tenha menos tempo para desistir da compra e, portanto, aumenta a taxa de conversão.

Simples

Um layout muito poluído ou com excesso de informações pode tirar a atenção do usuário, fazendo com que ele acabe perdendo o interesse pela compra. Layouts mais simples, portanto, são mais indicados, já que vão direto ao ponto e atendem melhor às expectativas e necessidades do cliente. Um layout mais objetivo também garante mais confiabilidade por parte do usuário.

Responsivo

Em 2014, cerca de 10% das compras no e-commerce foram feitas por dispositivos móveis. Essa é uma tendência, e, por isso, apostar em um layout responsivo é fundamental para que o usuário possa acessar o e-commerce de qualquer dispositivo. Isso melhora a experiência do usuário porque ele pode acessar a loja de onde estiver e de acordo com suas demandas, aumentando as chances de conversão em vendas.

Produtos

A maneira como os produtos são apresentados também faz toda a diferença e, embora faça parte do layout, esse é um ponto que merece atenção, já que um layout pode ser simples, intuitivo e responsivo, mas pecar nos anúncios dos produtos. Nesse caso, é preciso estar atento aos seguintes pontos:

Tamanho das imagens

Imagens muito grandes no e-commerce podem tornar difícil o acesso, já que demoram a carregar. Imagens muito pequenas, por sua vez, não permitem que o usuário avalie como é o produto. Por isso, investir em um tamanho intermediário de imagens e principalmente em arquivos otimizados pra a web e mais leves é fundamental. Uma opção bastante útil é permitir que o usuário possa dar zoom na imagem caso ele deseje, melhorando a experiência.

Posicionamento das imagens

O lugar em que as imagens estão também influencia na experiência do usuário e, por isso, é importante garantir que as imagens estejam próximas à descrição. O modelo mais aceito pelos usuários é o de imagem à esquerda da descrição ou nome do produto, caracterizado como um modelo de sucesso.

Quantidade de imagens

A maioria dos usuários fica frustrada por não possuir opções de imagens para o produto. O consumidor deseja ver o produto de diferentes ângulos e, muitas vezes, em uso. Por isso, preocupe-se também em oferecer uma variedade de imagens do produto. Um número entre 3 a 5 imagens tende a ser o suficiente, garantindo que o usuário tire suas dúvidas antes de efetuar a compra.

Descrição

A descrição do produto precisa ser atrativa e, tão importante quanto, passar credibilidade e confiança. O ideal é que a descrição seja baseada na fornecida pelo fabricante, mas que seja adaptada para o público do e-commerce. É o caso de e-commerces voltados para um público mais jovem e que usam uma linguagem mais informal. Apresentar as vantagens da aquisição do produto também aumenta as chances de venda.

Informações do produto

É importante que o usuário tenha acesso facilitado ao preço do produto, além de opções de pagamento e condições. É o caso de mostrar, antes mesmo da compra, as possibilidades de parcelamento, fazendo com que o usuário possa avaliar a possibilidade de compra.

Frete

O momento de cálculo do frete é um dos maiores responsáveis pelo abandono das compras, já que em muitas lojas é preciso efetuar cadastros e até mesmo finalizar a compra para fazer esse cálculo. Isso desestimula o usuário a adquirir os produtos, já que ele não consegue ter uma estimativa de qual será o custo real da compra. Para evitar esse problema, é importante que sua empresa:

Invista em um cálculo simples de frete

Se no próprio anúncio o usuário encontrar a possibilidade de inserir o seu CEP e ver quanto será o frete, mais estimulado ele ficará a comprar. Investir em um cálculo simples e justo aumenta as chances de o usuário finalizar a compra.

Ofereça diferentes opções

Nem todos os usuários têm as mesmas necessidades em relação ao frete. Alguns desejam um frete mais rápido, enquanto outros, um frete mais barato. Grande parte dos usuários também deseja uma combinação de ambos e por isso é importante oferecer diferentes opções de frete, ideais para todas as necessidades e bolsos. Com isso, o usuário poderá escolher aquilo que lhe for mais conveniente.

Considere a possibilidade de frete grátis

Quando o consumidor sabe que não irá precisar pagar o frete, ele sente que não estará gastando seu dinheiro com algo que não tem exatamente a ver com o produto em si. O frete grátis também elimina a necessidade de cálculos e de opções e, por essa razão, é uma opção atrativa e que melhora a experiência do usuário.

A UX no e-commerce é o que determinará se a compra será ou não realizada. Sendo um mercado cada vez mais promissor, é preciso saber que o layout, a apresentação dos produtos e o frete são fatores de elevada relevância para garantir que o usuário efetue a compra e, claro, retorne para futuras compras. Quanto mais satisfeito o usuário estiver, também são maiores as chances de indicações, levando a um aumento da base de clientes.

E você, quais fatores julga mais importante para a experiência do usuário no e-commerce? Comente e participe do debate!

Compartilhe!Share on FacebookShare on Google+Share on LinkedInTweet about this on TwitterEmail this to someone

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *