loja virtual segura

Descubra aqui: como manter minha loja virtual segura?

Deixar a segurança do e-commerce para segundo plano é um erro grave e que pode comprometer a saúde financeira do negócio. Por outro lado, manter a loja virtual segura melhora a reputação e aumenta as vendas.

Para se ter uma ideia, a cada minuto, R$ 3.610,20 foram registrados em tentativas de fraudes nas compras realizadas no ambiente digital. O levantamento é de uma empresa de segurança, a qual mostrou que 4,40% de todas as transações em lojas virtuais no Brasil são fraudulentas.

Acontece que os problemas envolvendo a segurança no comércio eletrônico afetam os dois lados, a empresa perde vendas e o consumidor também perde, principalmente quando tem seus dados roubados e usados por terceiros.

Acompanhe, neste post, quais os métodos para manter o negócio virtual seguro.

Quais os riscos que uma loja virtual corre?

Em linhas gerais, o e-commerce está sujeito a três tipos de ameaças, são elas:

  • invasão para roubar informações do banco de dados bancários/ de crédito;
  • invasão para utilizar recursos do sistema;
  • invasão para causar dano à estrutura do e-commerce;
  • invasão para roubo de dados, a exemplo do mailing do e-commerce.

Como manter a loja virtual segura?

Entre as medidas mais interessantes, podemos destacar:

Implemente certificados digitais

Os certificados digitais criptografam as informações trocadas entre cliente e o banco de dados, proporcionando mais segurança às transações comerciais. Mesmo se as informações forem interceptadas, não será possível descriptografá-las e as informações não poderão ser usadas de forma fraudulenta.

Existem certificados gratuitos e quando são implementados acrescenta-se o S ao início da URL, que passa a ser “HTTPS”. Além disso, um cadeado aparece no canto inferior da página.

Escolha a plataforma mais adequada

A escolha da plataforma é fundamental para manter as operações do e-commerce seguras. Opte por aquelas que apresentam elevados padrões de segurança, atualizações e suporte técnico constante. Bons fornecedores transmitem confiança e garantia aos seus consumidores.

Crie uma política de segurança

A política de segurança contará com protocolos para tornar as ações seguras. São regras e diretrizes que devem ser tomadas pela equipe em cada etapa das vendas. Elas devem ser tomadas, pois muitas vezes os esforços se concentram nas ameaças externas, mas as falhas podem vir de dentro. Adotando as medidas, o e-commerce se resguarda tanto interna quanto externamente.

Avise seus clientes sobre as transações

Essa é uma medida simples e que evita fraudes. Basta avisar seus clientes sobre compras sendo realizadas com seu login ou cartão de crédito por e-mail ou SMS antes de finalizar a transação. O ideal é disponibilizar um código para concluir a venda.

Contrate um gateway de pagamento

Os gateways de pagamento têm a função de intermediar o pagamento, ou seja, o cliente efetua o pagamento para o gateway e esse repassa os valores para o e-commerce após retirar a comissão. A vantagem é que o prejuízo risco fica por conta da intermediadora quando há alguma fraude e não o e-commerce.

Por que a loja virtual precisa ser segura?

Os dados dos clientes passados são de responsabilidade do e-commerce. Esse é o principal motivo para manter o ambiente seguro contra invasões e ataques externos. Além disso, é preciso manter o negócio rentável e com um alto índice de fraudes isso não ocorrerá. Por isso é importante entender que uma loja virtual segura garante o lucro e mantém a credibilidade junto aos seus consumidores. No mais, boas vendas.

Gostou do que leu? Aproveite e acompanhe o nosso post a respeito dos principais desafios do e-commerce!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *